16/06 Santa Julita e Ciro

Oração Deus Nosso Pai, destes a Santa Julita e a São Ciro os sofrimentos do martírio, por sua intercessão dai-me uma fé verdadeira, forte, perseverante. Suplico-Vos o perdão de meus pecados e a graça de Vos amar e bendizer todos os dias de minha vida. Amém!

Reflexão A memória dos mártires mantém viva a convicção de que vale a pena perder a vida em função do amor a Jesus Cristo. Quando ouvimos relatos de martírio, como o de hoje, sentimos nosso coração gelar de horror. Mas ainda hoje, séculos depois do início da Igreja, muitos cristãos ainda são martirizados de forma brutal e violenta. Ecoa ainda hoje o evangelho de Jesus: “se o grão de trigo não morre, ele não nasce para dar frutos em abundância”.

I. O Espírito Santo é chamado hóspede das almas: Doce hóspede das almas. É o efeito da magnífica promessa de Jesus Cristo em favor daquele que o ama. “Se me amais, guardai os meus mandamentos; e rogarei a meu Pai, e Ele vos enviará outro consolador, o Espírito Santo, afim de que more sempre convosco.” Sim, sempre, porque o Espírito Santo não desampara nunca uma alma, a não ser que seja expulso por ela: Não abandona, a não ser que seja expulso.

Deus, portanto, habita em toda a alma de que é amado; mas declara não ficar satisfeito, se não o amamos de todo o nosso coração. Escreve Santo Agostinho, que o senado romano se recusou a admitir Jesus Cristo no número dos deuses, dizendo que ele é um Deus soberbo, que quer ser adorado só. Isso é verdade: Nosso Senhor não sofre rival num coração que o ama; quer habitar nele só, e ser amado só. Se ele não se vê amado só, tem, por assim dizer segundo a expressão de São Tiago, tem zelos das criaturas com que é dividido esse coração, que ele desejava só para si: “Sois amados até os ciúmes pelo Espírito que habita em vós” (Tiago 4, 5). Numa palavra, como diz

Ó meu Deus, bem vejo que me quereis todo para Vós. Tantas vezes Vos expulsei da minha alma, e não Vos recusais de nela entrar e unir-Vos a mim. Ah! Tomai agora posse de todo o meu ser; dou-me inteiramente a Vós.

Aceitai-me, ó meu Jesus, e não permitais que eu viva de aqui em diante um instante sequer sem vosso amor. Vós me buscais, e eu não busco senão a Vós. Quereis minha alma, e ela só Vos quer a Vós. Vós me amais, e eu também Vos amo; e já que me amais, prendei-me tão perfeitamente convosco, que não me aparte mais de Vós. – Ó Rainha do céu, e minha querida Mãe, Maria, em vós ponho minha confiança.

(clique aqui para adquirir o livro “Orações selecionadas”)

Confira também o Terço pedindo graças e a Oração a Santa Júlia Billiart.

Acompanhe o nosso canal no Youtube e o nosso perfil no Instagram. A paz de Jesus!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *